Bolsonaro defende punição contra militar da FAB se envolvimento for comprovado

O presidente da República se posicionou sobre o militar que transportava drogas em avião da FAB e defendeu punição caso seja comprovado seu envolvimento no caso

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante sobrevoo da região atingida pelo rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho/MG.

Foto: Isac Nóbrega/PR
O Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante sobrevoo da região atingida pelo rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho/MG. Foto: Isac Nóbrega/PR (Foto: Isac Nóbrega/PR)

247 - O presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu punição ao militar que transportava drogas em avião da FAB, caso seu envolvimento seja comprovado. O Ministério da Defesa informou nesta terça (25) que um militar da Aeronáutica foi detido no aeroporto de Sevilha, Espanha, por suspeita de envolvimento no transporte de substância entorpecente.

No Facebook, Bolsonaro divulgou a seguinte nota: "Hoje pela manhã fui informado pelo Ministro da Defesa da apreensão, em Sevilha, de um militar da aeronáutica portando entorpecentes. Determinei ao Ministro da Defesa imediata colaboração com a Polícia Espanhola na pronta elucidação dos fatos, cooperando em todas as fases da investigação, bem como instauração de inquérito policial militar. As Forças Armadas tem em seu contingente cerca de 300 mil homens e mulheres formados nos mais íntegros princípios da ética e da moralidade. Caso seja comprovado o envolvimento do militar nesse crime, o mesmo será julgado e condenado na forma da lei".

A prisão do militar da Aeronáutica na Espanha, com drogas em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) é um duro golpe nos planos do governo de melhorar a imagem de Jair Bolsonaro.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247