Bolsonaro defende uso de medicamentos sem seguir o que diz a bula

Nas redes sociais, Jair Bolsonaro compartilhou nota em que a Associação Médica Brasileira (AMB) defende a autonomia dos médicos para prescrever drogas contra a Covid-19, incluindo a hidroxicloroquina. "É importante lembrar que o uso off label (fora da bula) de medicamentos é consagrado na medicina, desde que haja clara concordância do paciente", defendeu

Bolsonaro comenta nota da AMB sobre cloroquina
Bolsonaro comenta nota da AMB sobre cloroquina (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em uma nova propaganda do uso da cloroquina, mesmo sem ter comprovação científica de eficácia da substância no tratamento contra Covid-19, Jair Bolsonaro compartilhou nas redes sociais nesta segunda-feira (20) uma nota da Associação Médica Brasileira (AMB) em que a entidade defende a autonomia dos médicos para prescrever drogas no tratamento contra a Covid-19, incluindo a hidroxicloroquina.

Ao compartilhar o texto, Bolsonaro defende também o uso de medicamentos 'off label', ou seja, sem necessidade de seguir a bula. "É importante lembrar que o uso off label (fora da bula) de medicamentos é consagrado na medicina, desde que haja clara concordância do paciente", postou no Twitter. "E que, sem a prática do off label, diversas doenças ainda estariam sem tratamento", acrescentou.

O uso de medicamentos off label é o uso não aprovado oficialmente, que não consta da bula. De acordo com a definição oficial da ANS (Agência Nacional de Saúde), ele "é feito por conta e risco do médico que o prescreve, e pode eventualmente vir a caracterizar um erro médico" e que tem resguardados em prescrições ou protocolos médicos e os meios convencionais disponíveis em procedimentos.

Em seu comunicado, a AMB critica o uso político da hidroxicloroquina e defende que o médico seja autônomo para poder recomendar. "Médicos, entidades, políticos, influenciadores e palpiteiros seguem monitorando estudos sobre o uso de hidroxicloroquina em pacientes acometidos pela Covid-19. Uns procurando provas de que se trata da salvação. Outros, de que é puro placebo", diz o texto.

"O derby político em torno da hidroxicloroquina deixará um legado sombrio para a medicina brasileira, caso a autonomia do médico seja restringida, como querem os que pregam a proibição da prescrição da hidroxicloroquina", prossegue a entidade.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247