Bolsonaro elogia o centrão, tenta justificar acordo com Valdemar Costa Neto e ataca o PT

O ocupante do Palácio do Planalto disse que conversas com Valdemar Costa Neto foram “de alto nível”

Jair Bolsonaro e Valdemar Costa Neto
Jair Bolsonaro e Valdemar Costa Neto (Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Jair Bolsonaro voltou a dar explicações tentando justificar sua aliança com o centrão, agrupamento de direita que baseia seus acordos em fisiologismo, negociando verbas e cargos. 

Suas declarações foram dadas durante entrevista ao programa Diálogo com Lacombe (RedeTV!) nesta quinta-feira (25), informa a Folha de S.Paulo

Bolsonaro fez campanha eleitoral em 2018 atacando o centrão, tido como antro de ladrões por ele e seus auxiliares mais diretos, entre eles o general Augusto Heleno, que em seu governo ocupa o cargo de chefe do Gabinete Institucional.  Agora, Bolsonaro diz que centrão "é um nome pejorativo que deram".

PUBLICIDADE

Durante a entrevista, Bolsonaro tentou apresentar os entendimentos com o cacique do PL Valdemar Costa Neto como conversas de "alto nível". Nos próximos dias, Bolsonaro deve se filiar ao PL.

Com receio de que o ex-presidente Lula vença as eleições presidenciais de 2022, Bolsonaro atacou o PT: "Com o PT de volta, todo mundo vai perder. Não tem como fazer milagre na economia e vão voltar para aparelhar tudo no país, para nunca mais sair do poder".

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email