Bolsonaro escolhe Fernando Bezerra para liderança no Senado

A nomeação de Fernando Bezerra Coelho (MDB) para ser o líder do governo no Senado sinalizou a movimentação de Bolsonaro para costurar uma aliança com o MDB, partido de Michel Temer e Renan Calheiros; o partido tem a maior bancada da Casa, com 13 senadores, e o próprio líder reconhece que sua indicação tem por objetivo conquistar estes votos para as reformas que tramitarão no Congresso

Bolsonaro escolhe Fernando Bezerra para liderança no Senado
Bolsonaro escolhe Fernando Bezerra para liderança no Senado (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A nomeação de Fernando Bezerra Coelho (MDB) para ser o líder do governo no Senado sinalizou a movimentação de Bolsonaro para costurar uma aliança com o MDB, partido de Michel Temer e Renan Calheiros. O partido tem a maior bancada da Casa, com 13 senadores, e o próprio líder reconhece que sua indicação tem por objetivo conquistar estes votos para as reformas que tramitarão no Congresso.

Bezerra declarou ao jornal Folha de S. Paulo: "é uma clara sinalização de uma aproximação com a maior bancada do Senado em função até de construir uma base política sólida que permita a aprovação de matérias que exijam quórum qualificado [49 dos 81 senadores]".

A escolha de Bezerra para liderar o governo no Senado mostra que o Planalto optou por um político mais experimente. Na Câmara, o líder é o estreante Major Vitor Hugo (PSL-GO), que sofre rejeição da própria base base aliada do governo. 

O nome de Bezerra foi tramado entre o ex-senador Romero Jucá (RR), e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que levou o nome ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), seu aliado e padrinho político.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247