Bolsonaro instala equipe para gerir crise na Amazônia e conta com apoio de Trump

Jair Bolsonaro realiza nesta sexta-feira (23) reunião com equipe ministerial para discutir medidas sobre a crise gerada pela devastação da Amazônia. O ocupante do Planalto continua rechaçando as críticas provenientes de governos europeus, apostando que o imperialismo estadunidense, liderado por Donald Trump, vai barrar qualquer possibilidade de retaliação ao país

247 - Jair Bolsonaro realiza nesta sexta-feira (23) reunião com equipe ministerial para discutir medidas sobre a crise gerada pela devastação da Amazônia, depois das críticas internacionais e do aumento do desgaste da imagem de seu governo no exterior.  

Reportagem do jornalista Gustavo Uribe, da Folha de S.Paulo, destaca que após sofrer críticas do presidente francês Emmanuel Macron, Jair Bolsonaro assinou na noite desta quinta-feira (22) um despacho que determina que toda a equipe ministerial adote medidas de combate à série de queimadas na floresta amazônica.  

Já na quinta-feira houve uma reunião de emergência no Palácio do Planalto, em que ficou estabelecido que os ministérios farão um levantamento dos focos de incêndio. 

O encontro teve as participações dos ministros da Casa Civil, Meio Ambiente, Defesa, Agricultura e Relações Exteriores.  Na reunião desta sexta-feira, o governo pretende dar uma resposta às cobranças internacionais. 

Nesta quinta-feira (22), o presidente francês convocou, por meio das redes sociais, os países membros do G7 a discutirem a série de queimadas na floresta amazônica e classificou os incêndios criminosos de uma crise internacional.  

Bolsonaro continua rechaçando as críticas provenientes de governos europeus, apostando que o imperialismo estadunidense, liderado por Donald Trump, vai barrar qualquer possibilidade de retaliação ao país.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247