Bolsonaro passa recibo e diz que Temer não vai roubar seu discurso

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato de extrema-direita à Presidência, atestou que Michel Temer tentou roubar seu discurso de combate à violência com o decreto de intervenção militar na Segurança Pública do Rio de Janeiro; "Temer já roubou muita coisa, mas meu discurso ele não vai roubar, não", disse Bolsonaro em entrevista ao jornalista Tales Faria, do Poder 360

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato de extrema-direita à Presidência, atestou que Michel Temer tentou roubar seu discurso de combate à violência com o decreto de intervenção militar na Segurança Pública do Rio de Janeiro; "Temer já roubou muita coisa, mas meu discurso ele não vai roubar, não", disse Bolsonaro em entrevista ao jornalista Tales Faria, do Poder 360
O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato de extrema-direita à Presidência, atestou que Michel Temer tentou roubar seu discurso de combate à violência com o decreto de intervenção militar na Segurança Pública do Rio de Janeiro; "Temer já roubou muita coisa, mas meu discurso ele não vai roubar, não", disse Bolsonaro em entrevista ao jornalista Tales Faria, do Poder 360 (Foto: Aquiles Lins)

247 - O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato de extrema-direita à Presidência, atestou que Michel Temer tentou roubar seu discurso de combate à violência com o decreto de intervenção militar na Segurança Pública do Rio de Janeiro. 

“Temer já roubou muita coisa, mas meu discurso ele não vai roubar, não”, disse Bolsonaro em entrevista ao jornalista Tales Faria, do Poder 360. 

Bolsonario disse que "fosse presidente" o seu "decreto seria diferente". Uma das críticas ao texto foi sobre a falta de definição da conduta dos militares durante a intervenção. O deputado disse que a intervenção pode ser "mais uma medida paliativa que vai durar 20, 30 dias".

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247