Bolsonaro quer cortar FIES pela metade em 2021

Governo Bolsonaro quer cortar o número de contratos do FIES pela metade em 2021. O programa já chegou a ofertar 732 mil contratos nos governos do PT e pode cair para 54 mil em 2021

(Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo Bolsonaro planeja liquidar um dos programas que mais inseriram jovens porbres no ensino superior no Brasil nos governos do PT: o Ministério da Educação anunciou nesta sexta-feira (20) redução pela metade do FIES (Fundo de Financiamento Estudantil), a partir de 2021. O programa já chegou a ofertar 732 mil contratos há cinco anos e pode cair para 54 mil em 2021. Também foram aprovadas no conselho gestor mudanças que tornam mais rígida a concessão de bolsas.

Os próximos contratos do FIES passarão a exigir nota mínima de 400 pontos na Redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Antes, a exigência era que a Redação não fosse zerada, além de média 450 na parte objetiva (o que foi mantido).

Houve mudanças, também, nas regras para troca de cursos. Vai ficar mais difícil mudar dentro de uma instituição de ensino, pois será exigido resultado igual ou superior à nota de corte do curso de destino desejado para se manter o benefício.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247