'Bolsonaro quer um país cinzento, autoritário e medíocre como o seu governo', diz Freixo

O deputado Marcelo Freixo (PSol-RJ) criticou a decisão do presidente Jair Bolsonaro de vetar a campanha publicitária do Banco do Brasil estrelada por atores e atrizes negros e jovens tatuados usando anéis e cabelos cumpridos

'Bolsonaro quer um país cinzento, autoritário e medíocre como o seu governo', diz Freixo
'Bolsonaro quer um país cinzento, autoritário e medíocre como o seu governo', diz Freixo
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado Marcelo Freixo (PSol-RJ) criticou a decisão do presidente Jair Bolsonaro de vetar a campanha publicitária do Banco do Brasil estrelada por atores e atrizes negros e jovens tatuados usando anéis e cabelos cumpridos.

"Bolsonaro vetou a propaganda do Banco do Brasil porque quer um país cinzento, autoritário e medíocre como o seu governo", afirmou o deputado em sua página no Twitter.

"O Brasil, com toda a nossa diversidade, é gigante demais para a cabecinha do presidente da República", enfatizou.

  

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247