Bolsonaro visita a Brilhante Ustra da CIA

Mantido inicialmente em segredo pelo Planalto e descrito como "agenda privada", o presidente Jair Bolsonaro se reuniu na manhã desta segunda-feira (18) com a diretora da CIA Gina Haspel, acusada de tortura quando era responsável por prisões secretas da agência de inteligência norte-americana

Bolsonaro visita a Brilhante Ustra da CIA
Bolsonaro visita a Brilhante Ustra da CIA (Foto: Reuters/Kevin Lamarque)

247 - Mantido inicialmente em segredo pelo Planalto e descrito como "agenda privada", o presidente Jair Bolsonaro se reuniu na manhã desta segunda-feira (18) com a diretora da CIA, Gina Haspel.

"A nomeação de Haspel para o cargo pelo presidente Donald Trump causou protestos, porque ela era responsável por prisões secretas da agência de inteligência americana, onde os interrogadores usavam sistematicamente a tortura como forma de extrair confissões de acusados de terrorismo", informa a Folha de S. Paulo.

Entre as técnicas de tortura, os agentes da CIA usavam simulação de afogamento, injeção retal e privação de sono. Gina Haspel, em audiência no Congresso, não admitiu que tais métodos configuravam tortura e disse que foram importantes para se colher informações de membros da Al Qaeda.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247