Boulos: Bolsonaro Fujão, pague a Wal com o seu salário de R$ 33 mil

O presidenciável Guilherme Boulos (Psol) bateu duro no também candidato ao Palácio do Planalto Jair Bolsonaro (PLS), ao dizer que "usar de verba pública para manter funcionário fantasma é um abuso!" - trata-se de Walderice Santos da Conceição; "Bolsonaro Fujão, pague a Wal com o seu salário de 33 mil reais por mês!", disse

Boulos: Bolsonaro Fujão, pague a Wal com o seu salário de R$ 33 mil
Boulos: Bolsonaro Fujão, pague a Wal com o seu salário de R$ 33 mil (Foto: Esq.: Lula Marques - Ag. PT / Dir.: Fabio Pozzebom - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidenciável Guilherme Boulos (Psol) bateu duro no também candidato ao Palácio do Planalto Jair Bolsonaro (PLS), ao dizer que "usar de verba pública para manter funcionário fantasma é um abuso!". "Bolsonaro Fujão, pague a Wal com o seu salário de 33 mil reais por mês!", escreveu Boulos em sua conta no Twitter. "A corda estoura sempre do lado mais fraco. Bolsonaro Fujão, não demite a moça, pague com o seu salário de 33 mil reais por mês!".

Vendedora de açaí no Rio, Walderice Santos da Conceição Deixou a condição de secretária parlamentar do gabinete de Bolsonaro. Segundo informou o Jornal Nacional, Bolsonaro confirmou a demissão.

A polêmica veio após a Folha confirmou que ela vendia açaí em Angra dos Reis. Ainda de acordo com o JN, um funcionário precisa trabalhar 40 horas semanais, seja no gabinete do deputado federal em Brasília ou no escritório dele no estado do Rio, e os salários são pagos com a verba de gabinete.

Boulos já havia levantado o assunto no primeiro debate entre os presidenciáveis, promovido pela Band, na última quinta-feira (9). Bolsonaro negou que Walderice fosse funcionária-fantasma e respondeu a Boulos que ela sempre prestou serviço na Vila Histórica de Mambucaba, a cerca de 50 km de Angra dos Reis (RJ), onde ele tem casa de veraneio.

"A senhora Wal, senhora Walderice, é uma funcionária minha que mora em Angra dos Reis. Ganha R$ 2 mil por mês. Quando a 'Folha de S.Paulo' foi lá e não a achou, botou em manchete no dia seguinte que ela era fantasma. Só que, em boletim administrativo da Câmara dos Deputados de dezembro, ela estava de férias. Do final de dezembro até final de janeiro”, disse no debate.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247