Boulos se diz “aliviado” de não estar do lado do mercado e da elite

O pré-candidato candidato à presidência da República, Guilherme Boulos, criticar no Twitter o governo Michel Temer; "Nas últimas 24 horas, descobrimos que Temer usou verba da Saúde para se autopromover, tivemos redução da previsão do PIB, fechamento de Farmácias Populares, lançamento da candidatura de Meirelles: se é isso que agrada o mercado e nossa elite, fico aliviado de estar do outro lado", escreveu Boulos

O pré-candidato candidato à presidência da República, Guilherme Boulos, criticar no Twitter o governo Michel Temer; "Nas últimas 24 horas, descobrimos que Temer usou verba da Saúde para se autopromover, tivemos redução da previsão do PIB, fechamento de Farmácias Populares, lançamento da candidatura de Meirelles: se é isso que agrada o mercado e nossa elite, fico aliviado de estar do outro lado", escreveu Boulos
O pré-candidato candidato à presidência da República, Guilherme Boulos, criticar no Twitter o governo Michel Temer; "Nas últimas 24 horas, descobrimos que Temer usou verba da Saúde para se autopromover, tivemos redução da previsão do PIB, fechamento de Farmácias Populares, lançamento da candidatura de Meirelles: se é isso que agrada o mercado e nossa elite, fico aliviado de estar do outro lado", escreveu Boulos (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O pré-candidato candidato à presidência da República, Guilherme Boulos, criticar no Twitter o governo Michel Temer, rejeitado pela quase totalidade dos brasileiros. 

"Nas últimas 24 horas, descobrimos que Temer usou verba da Saúde para se autopromover, tivemos redução da previsão do PIB, fechamento de Farmácias Populares, lançamento da candidatura de Meirelles: se é isso que agrada o mercado e nossa elite, fico aliviado de estar do outro lado", escreveu Boulos, que também é coordenador nacional do Movimentos dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

O governo diminuiu a previsão de crescimento neste ano de 2,97% para 2,5%. O País fechou 2017 com mais de cortes de que contratações e viu aumentar ainda mais o desemprego, que chegou a 13,1%, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no final de março.

Além de resultados não satisfatórios na economia, o governo coloca uma prática uma política de profundos retrocessos sociais. Descredenciou 1.729 drogarias em todo o país do Programa Farmácia Popular, conforme publicação desta sexta-feira (18) da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, no 'Diário Oficial da União' (DOU). O número representa mais de 5% do total de 31 mil unidades

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247