Boulos sobre PEC 95: ‘na terra arrasada, vamos revogar esse descalabro’

O presidenciável Guilherme Boulos (Psol) repercutiu a advertência do TCU ssobre a possibilidade de um colapso das contas públicas por causa da PEC 95, que congela os investimentos públicos por 20 anos; "Terra arrasada! Relatório do TCU mostra o que qualquer pessoa em sã consciência sabia: a PEC de Temer e Meirelles que congelou os investimentos públicos por 20 anos criou uma camisa-de-força que impede o país de crescer. Nosso compromisso é revogar esse descalabro"

O presidenciável Guilherme Boulos (Psol) repercutiu a advertência do TCU ssobre a possibilidade de um colapso das contas públicas por causa da PEC 95, que congela os investimentos públicos por 20 anos; "Terra arrasada! Relatório do TCU mostra o que qualquer pessoa em sã consciência sabia: a PEC de Temer e Meirelles que congelou os investimentos públicos por 20 anos criou uma camisa-de-força que impede o país de crescer. Nosso compromisso é revogar esse descalabro"
O presidenciável Guilherme Boulos (Psol) repercutiu a advertência do TCU ssobre a possibilidade de um colapso das contas públicas por causa da PEC 95, que congela os investimentos públicos por 20 anos; "Terra arrasada! Relatório do TCU mostra o que qualquer pessoa em sã consciência sabia: a PEC de Temer e Meirelles que congelou os investimentos públicos por 20 anos criou uma camisa-de-força que impede o país de crescer. Nosso compromisso é revogar esse descalabro" (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O presidenciável Guilherme Boulos (Psol) repercutiu a advertência do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a possibilidade de um colapso das contas públicas por causa da PEC 95, que congela os investimentos públicos por 20 anos - a proposta limita os gastos de um ano ao do ano anterior corrigido pela inflação.

"Terra arrasada! Relatório do TCU mostra o que qualquer pessoa em sã consciência sabia: a PEC de Temer e Meirelles que congelou os investimentos públicos por 20 anos criou uma camisa-de-força que impede o país de crescer. Nosso compromisso é revogar esse descalabro", disse o pré-candidato em sua conta no Twitter.

De acordo com o relatório do TCU, a máquina pública poderá ser totalmente paralisada já em 2024. "Embora o resultado fiscal de 2017 tenha sido melhor do que o do ano anterior [déficit de R$ 119 bilhões], com déficits menores (...), quando se analisa a série histórica desde 2008, observa-se uma deterioração da situação fiscal do país a partir de 2013", disse o ministro Vital do Rêgo, relator do processo das contas do governo Temer em 2017.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247