Brasileiros culpam o povo e Bolsonaro pelas mortes por Covid, aponta Ibope

Pesquisa Ibope encomendada pelo Globo mostra um país dividido na avaliação das responsabilidades pelas mortes na pandemia. Para 38% dos entrevistados, o povo é o maior culpado pela situação, enquanto para outros 33%, a culpa maior recai sobre Jair Bolsonaro

Presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores em frente ao Palácio do Planalto durante manifestação, já em meio à epidemia do coronavírus
Presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores em frente ao Palácio do Planalto durante manifestação, já em meio à epidemia do coronavírus (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma pesquisa do Ibope encomendada pelo jornal O Globo indica que a população brasileira se divide quando se trata de apontar os culpados pelas mortes na pandemia. 

Na opinião de 38%, o culpado é o próprio povo Percentual aproximado (33%) considera que o principal responsável pelo elevado número de mortes é Jair Bolsonaro. 

A pesquisa mediu ainda o impacto da pandemia. Para 71% dos usuários de internet do país, o impacto da Covid-19 foi maior do que o esperado. 

Entre os que se declaram de direita, 8% veem Jair Bolsonaro como principal responsável pelo agravamento da epidemia, enquanto 45% põem maior carga de culpa na população. No universo de esquerda, 78% responsabilizam o presidente, enquanto apenas 15% dizrm que o culpado é o povo. 

A pesquisa ouviu 2.626 adultos e restringiu-se ao universo das classes A, B e C. Segundo o jornal Extra, as respostas foram colhidas pelo painel de internautas do Ibope Inteligência, entre 21 e 31 de agosto, em todas as regiões do país. A amostragem representa cerca de 70% da população.

O grupo da população mais associado à esquerda considera que o impacto da pandemia foi intenso e ligado à ação do governo federal. Este grupo acredita mais na valorização da ciência à medida que esta guia a resposta à crise imposta pela Covid-19.

Entre aqueles que se descreveram como sendo de direita, houve uma expectativa menor de que a ciência saia mais valorizada da pandemia. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email