Breno Altman: Haddad poderá formar uma frente antifascista

"A não ser que algo extraordinário aconteça, caminhamos para uma disputa entre a civilização e a barbárie", avalia o jornalista; ele avalia ainda a falência do PSDB nas pesquisas e diz que o partido forjou a figura de Bolsonaro; "Eles alimentaram esse jacaré no tanque. A extrema-direita era útil na desestabilização do governo Dilma, mas a consequência disso foi que seu eleitorado migrou para Bolsonaro", explica; assista

www.brasil247.com - Breno Altman: Haddad poderá formar uma frente antifascista
Breno Altman: Haddad poderá formar uma frente antifascista


TV 247 - Observando o cenário das eleições de 2018, em sua análise semanal na TV 247, o jornalista Breno Altman afirma que o candidato Fernando Haddad (PT) poderá formar uma frente antifascista numa disputa de segundo turno com Jair Bolsonaro (PSL). "A não ser que algo extraordinário aconteça, caminhamos para uma disputa entre a civilização e a barbárie", projeta. 

Altman analisa as últimas pesquisas eleitorais divulgadas, em que a centro-direita encontra-se num cenário de terra arrasada. "Geraldo Alckmin (PSDB) não atinge nem 10% das intenções de voto e Fernando Haddad cresce nas pesquisas, já ultrapassando Ciro Gomes (PDT)", aponta. 

"Por conta disso, considero que avançamos para um segundo turno entre o PT e o fascismo. Haddad poderá atingir 22% a 23% de intenções de voto e 26% a 27% dos votos úteis", projeta.  

Para o jornalista, a direita já vê em Ciro Gomes a única possibilidade de impedir um segundo turno entre Haddad e Bolsonaro. "A Globo poderá sinalizar simpaticamente a Ciro Gomes. Isso ajuda a recuperar os votos do centro, mas o prejudica com o eleitorado petista", expõe. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Observando a ascensão do fascismo, Altman diz que o PSDB forjou a figura de Bolsonaro. "Eles alimentaram esse jacaré no tanque. A extrema-direita era útil na desestabilização do governo Dilma, mas a consequência disso foi que seu eleitorado migrou para Bolsonaro", explica. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O editor do site Opera Mundi considera que um segundo turno entre Haddad e Bolsonaro permite ao PT "estabelecer um diálogo com o eleitorado antifascista, construindo uma frente popular que poderá sair vitoriosa da disputa eleitoral". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247 e confira a análise de Breno Altman: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email