Bumlai nega pagamentos a qualquer parente de Lula

Apontado, na delação premiada de Fernando Baiano, como beneficiário de um pagamento de R$ 2 milhões, que teria como destino uma "das noras do ex-presidente Lula", o pecuarista José Carlos Buimlai negou com veemência as acusações;  “Não paguei conta de nora de Lula, apartamento, nada a ver”, disse ele; Bumlai também afirmou que nunca se aproveitou da amizade com o ex-presidente e que hoje suas empresas atravessam grandes dificuldades financeiras; no entanto, ele confirma ter recebido um empréstimo de R$ 1,5 milhão de Fernando Baiano, cujos recursos teriam sido usados para pagar despesas internas; “Paguei a minha folha que no mês estava bastante atrasada”; Bumlai apresentou recibos do depósito e diz que tudo foi "por dentro, contabilizado"    

Apontado, na delação premiada de Fernando Baiano, como beneficiário de um pagamento de R$ 2 milhões, que teria como destino uma "das noras do ex-presidente Lula", o pecuarista José Carlos Buimlai negou com veemência as acusações;  “Não paguei conta de nora de Lula, apartamento, nada a ver”, disse ele; Bumlai também afirmou que nunca se aproveitou da amizade com o ex-presidente e que hoje suas empresas atravessam grandes dificuldades financeiras; no entanto, ele confirma ter recebido um empréstimo de R$ 1,5 milhão de Fernando Baiano, cujos recursos teriam sido usados para pagar despesas internas; “Paguei a minha folha que no mês estava bastante atrasada”; Bumlai apresentou recibos do depósito e diz que tudo foi "por dentro, contabilizado"



 
 
Apontado, na delação premiada de Fernando Baiano, como beneficiário de um pagamento de R$ 2 milhões, que teria como destino uma "das noras do ex-presidente Lula", o pecuarista José Carlos Buimlai negou com veemência as acusações;  “Não paguei conta de nora de Lula, apartamento, nada a ver”, disse ele; Bumlai também afirmou que nunca se aproveitou da amizade com o ex-presidente e que hoje suas empresas atravessam grandes dificuldades financeiras; no entanto, ele confirma ter recebido um empréstimo de R$ 1,5 milhão de Fernando Baiano, cujos recursos teriam sido usados para pagar despesas internas; “Paguei a minha folha que no mês estava bastante atrasada”; Bumlai apresentou recibos do depósito e diz que tudo foi "por dentro, contabilizado"     (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O pecuarista José Carlos Bumlai, citado na delação premiada do lobista Fernando Baiano como beneficiário de um pagamento de R$ 2 milhões que teria como destino "uma das noras do ex-presidente Lula", negou com veemência as acusações.

O depoimento de Bumlai foi dado aos jornalistas Fausto Macedo, Julia Affonso e Ricardo Brandt (leia aqui a íntegra), em que ele admitiu ter recebido R$ 1,5 milhão, que teriam sido usados para pagar despesas de suas empresas.

"Ele fala que me deu R$ 3 milhões, depois virou R$ 2 milhões, ele até se confunde na delação. Em 2011, no mês de setembro, eu tive uma dificuldade, eu não lembro porque, dificuldade financeira. Como eu estava com aquele meu negócio que renderia um bom… eu tinha aberto um canal de conversa com o Fernando, eu pedi a ele, ‘Fernando me arruma um milhão e meio, nem três, nem dois, me arruma um milhão e quinhetos mil, eu te devolvo. Ele me arrumou, esta é a minha verdade", disse Bumlai.

O pecuarista, que apresentou os recebidos da transação, disse que, naquele momento, negociava a venda de uma usina termelétrica para o grupo EBX, do empresário Eike Batista, do qual Baiano era consultor. Diz ainda que pagou despesas de suas empresas com os recursos.

"Paguei a minha folha que no mês estava bastante atrasada.Fiquei de devolver o dinheiro para ele, tive um problema de saúde muito sério. Não tem nada a ver com a OSX, nada a ver", afirma. 

Em sua delação, Baiano afirma que o pagamento foi realizado para que a empresa OSX, de Eike, fosse contratada pela problemática Sete Brasil, responsável pelas sondas do pré-sal.

Bumlai negou, ainda, qualquer favorecimento a parentes do ex-presidente Lula."Foi na minha (pessoa) física. Um negócio estruturado numa empresa, que tem o dinheiro que entrou na empresa. Fez um mútuo com a minha física. Eu tenho todas as contas que eu paguei. Não paguei conta de nora de Lula, apartamento, nada a ver. Não tenho nada a ver com isso. Não tenho. No entanto, dizem que comprei apartamento,  primeiro para um filho de Lula, depois para a nora. Não comprei, não tenho nada com isso, não tenho nada. Três milhões? Não. Dois milhões? Não. Foi dessa forma, sem nada a ver com nora, neto. Eles (família Lula) nem sabem que eu estou falando isso."

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247