Celso Amorim: a caça às bruxas no governo Bolsonaro

O ex-chanceler Celso Amorim observa que a chegada ao poder do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) vem desaguando em uma espécie de 'caça às bruxas' em que "toda a espécie de demônios é exorcizada para justificar atitudes que seriam incompreensíveis a partir de padrões de normalidade"; para ele, a tentativa de calar opositores e evitar o contraditório 'é o que caracteriza a caça às bruxas, levando a que muitos se tornem cúmplices, por omissão, do barbarismo, movidos pelo temor de não serem eles próprios os próximos candidatos ao caldeirão'

Celso Amorim: a caça às bruxas no governo Bolsonaro
Celso Amorim: a caça às bruxas no governo Bolsonaro

247 - O ex-chanceler Celso Amorim observa que a chegada ao poder do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) vem desaguando em uma espécie de "caça às bruxas" em que "toda a espécie de demônios é exorcizada para justificar atitudes que seriam incompreensíveis a partir de padrões de normalidade". "Que culpas e pecados trarão dentro de si os que professam a homofobia, a misoginia, as atitudes racistas (ainda que disfarçadas por conveniência política)?", questiona Amorim em um artigo publicado na Carta Capital.

"E que temores explicam a atitude anti-intelectual e obscurantista dos que que defendem interpretações místicas da história, que pregam a volta ao passado e desprezam o progresso social e a construção do futuro", completa. "É muito curioso que afirmações políticas, ainda que metafóricas, sejam rebatidas com recurso a ameaças, que não visam a contrapor argumentos, mas a calar o opositor, valendo-se do pretenso poder que decorre de posições de autoridade", observa.

"Esse procedimento é, aliás, o que caracteriza a caça às bruxas, levando a que muitos se tornem cúmplices, por omissão, do barbarismo, movidos pelo temor de não serem eles próprios os próximos candidatos ao "caldeirão"", destaca.

Leia a íntegra do artigo.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247