Celso de Mello nega recurso e Weintraub terá que depor nesta quinta à Polícia Federal

Será nesta quinta-feira depoimento do ministro da Educação Abraham Weintraub em inquérito que apura crime de racismo aberto a pedido da PGR após declarações sobre a China

Celso de Mello e Abraham Weintraub
Celso de Mello e Abraham Weintraub (Foto: STF | ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um recurso do ministro da Educação, Abraham Weintraub, e manteve o depoimento do ministro à Polícia Federal por suposto crime de racismo.

O decano da suprema corte é o relator do inquérito aberto a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) depois das declarações de Weintraub em redes sociais sobre a China. O depoimento está marcado para esta quinta-feira (4).

O ministro Celso de Mello entendeu que ministros de Estado não têm a prerrogativa de marcar data, horário e local do depoimento quando figuram na condição de suspeitos, investigados, indiciados ou réus. No caso, Weintraub consta como investigado, informam os jornalistas Fernanda Vivas e Márcio Falcão, da TV Globo. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email