Chefe da Justiça de Temer tenta enquadrar PF

Há menos de um mês no comando do Ministério da Justiça, Torquato Jardim já mostra a que veio; o ministro agora questiona a relação custo-benefício das delações premiadas usadas em larga escala nos últimos anos "Qual o custo? Desfazer a classe política?"; além de criticar duramente o ministro Edson Fachin, Torquatto também mirou a PF e deixou aberta a possibilidade de trocar o chefe da instituição, Leandro Daiello

Ministro da Justiça, Torquato Jardim
Ministro da Justiça, Torquato Jardim (Foto: Giuliana Miranda)

247 - O ministro da Justiça, Torquato Jardim concedeu uma longa entrevista ao Valor em que expõe bem a por que foi escolhido a dedo por Michel temer para o cargo.

Torquato faz duras críticas à condução da Lava Jato e  atuação do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), no episódio que envolveu o presidente Michel Temer e o empresário Joesley Batista. Para o ministro, Fachin não poderia ter dado andamento ao inquérito antes da perícia no áudio que captou a conversa entre Temer e o delator.

Torquato classificou como "razoável" a intenção do Ministério Público em distinguir a prática de caixa dois dos crimes de corrupção e disse que o clima de polarização que tomou o país já está prejudicando as reformas econômicas. No caso da Previdência, confirma que as concessões já feitas pelo governo vão exigir que uma nova reforma seja feita já pelo próximo presidente.

Além disso, jardim mostrou que pode enquadrar a PF e não descartou mudanças no alto escalão da corporação, inclusive com a saída de Leandro Daiello da chefia da PF.

"Posso dizer que estamos estudando juntos o que será melhor para a corporação", afirmou.

"Vejo a Policia Federal primeiro como uma entidade constitucional, com destinação constitucional, de segurança pública de um lado e de apoio operacional investigativo do Poder Judiciário, de outro. E ela se comporta nesse sentido histórico. É claro, aqui e ali, que pessoas têm uma conduta que não corresponde à história da corporação, mas isso faz parte das instituições."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247