Ciro faz aceno ao mercado e pede confiança

O ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência da República, disse que não haverá surpresas em seu governo e pediu confiança a um grupo de investidores do mercado financeiro com que se reuniu a portas fechadas: "O que eu quero é a confiança de vocês, não precisam gostar de mim", afirmou Ciro

O pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, participa de evento em São Paulo 18/06/2018 REUTERS/Paulo Whitaker
O pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, participa de evento em São Paulo 18/06/2018 REUTERS/Paulo Whitaker (Foto: Gustavo Conde)

247 - O ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência da República, disse que não haverá surpresas em seu governo e pediu confiança a um grupo de investidores do mercado financeiro com que se reuniu a portas fechadas: "O que eu quero é a confiança de vocês, não precisam gostar de mim", afirmou Ciro.

“Num esforço para desfazer a imagem criada por seu temperamento explosivo, Ciro disse não se reconhecer no retrato que os jornais costumam fazer dele e arrancou gargalhadas da plateia com piadas em pelo menos quatro momentos. No fim, cumprimentou todos um a um ao se despedir. Ele apresentou as linhas gerais de sua plataforma de campanha, destacando como prioridades o ajuste das contas do governo federal, a recuperação da sua capacidade de investimento e a redução do elevado grau de endividamento das famílias e das empresas. 

Ciro defendeu o aumento dos tributos cobrados sobre heranças, lucros e dividendos das empresas, e sugeriu a criação de um imposto sobre movimentações financeiras, nos moldes da antiga CPMF, além da redução de subsídios. Sem oferecer detalhes, disse que todas as despesas do governo serão revistas e reafirmou linhas gerais de sua proposta de reforma da Previdência, como a criação de um sistema de capitalização, baseado em contas individuais.”

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247