Ciro: o 'coiso' é 'muito inconsistente'

"É evidente que o coiso – a turma está pedindo para não falar o nome dele – estimula esse preconceito contra negros, contra mulheres, contra a população LGBTI, contra índios, quilombolas, e tudo isso vai criando uma cultura meio fascista, de segregar os diferentes, e resolver isso na violência, na bala e tal", disse o candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes

Ciro: o 'coiso' é 'muito inconsistente'
Ciro: o 'coiso' é 'muito inconsistente'

247 - O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, chamou Jair Bolsonaro, que concorre ao Palácio do Planalto pelo PSL, de 'coiso' durante entrevista à Rádio Bandeirantes, nesta segunda-feira.

"A minha candidatura tenta propor ao Brasil uma saída que nos proteja desse radicalismo que está descambando para o ódio e agora para a violência física. É evidente que o coiso – a turma está pedindo para não falar o nome dele – estimula esse preconceito contra negros, contra mulheres, contra a população LGBTI, contra índios, quilombolas, e tudo isso vai criando uma cultura meio fascista, de segregar os diferentes, e resolver isso na violência, na bala e tal", disse Ciro. 

"O Bolsonaro só permanece onde está por conta dessa tragédia que aconteceu no pessoal com ele, a facada, porque ele é muito inconsistente. A economia política que o Paulo Guedes (coordenador do programa econômico de Bolsonaro) advoga destrói o agronegócio brasileiro, que vota nele. Vota nele por causa de arma, vota nele zangado com o MST e não lê que a proposta econômica do Bolsonaro elimina subsídio", acrescentou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247