Ciro volta a agredir o ex-presidente Lula, que se dizia pronto para o diálogo

Mesmo depois de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sinalizar a intenção de dialogar com Ciro Gomes, para enfrentar o fascismo, o político cearense decidiu agredi-lo gratuitamente

Ciro Gomes e Lula
Ciro Gomes e Lula (Foto: Reuters | Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes (PDT-CE) voltou a atacar ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após o petista sinalizar, no início de abril, o desejo de retomar o diálogo com o ex-governador visando combater o fascismo crescente no Brasil. "O Lula é o líder [das falcatruas]. Só quem é um fanático lulista que vai desconhecer", disse Ciro nesta quinta-feira (9), em entrevista ao UOL. Ciro ressaltou, ainda, que não possui qualquer ligação com Lula e que “perdeu o respeito” por ele. 

A sinalização de Lula pelo diálogo visando unir o campo progressista contra o governo Jair Bolsonaro veio na esteira do manifesto da oposição, divulgado no final de março, assinado pelos ex-candidatos à presidência em 2018, Fernando Haddad, Guilherme Boulos e, também por Ciro Gomes, além de governadores e presidentes dos partidos de oposição.

“O importante foi o Ciro Gomes ter entrado, não era correto eu assinar. PT, PDT, PSOL, PCdoB e o PSB têm-se reunido toda semana. Quando os partidos entenderem que eu devo participar dessas conversas, não terei problema nenhum, estarei pronto para falar com o Ciro. O importante agora é afastar o Bolsonaro”, disse Lula na ocasião. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247