Com apoio de ruralistas, delegado da PF assume presidência da Funai

Governo Jair Bolsonaro oficializou a nomeação do delegado da PF Marcelo Augusto Xavier da Silva para ocupar a presidência da Funai em substituição ao general Franklimberg Ribeiro de Freitas, nome de Marcelo Xavier - que atuou junto a uma CPI que apurava supostas irregularidades na Funai em 2016 - foi avalizado pela bancada ruralista

247 - O governo Jair Bolsonaro oficializou, por meio de publicação no Diário Oficial da União (DOU), a nomeação do delegado da Polícia Federal (PF) Marcelo Augusto Xavier da Silva para ocupar a presidência da Fundação Nacional do Índio (Funai), que voltou a ser subordinada ao Ministério da Justiça. Xavier assume o cargo que até então era ocupado pelo general Franklimberg Ribeiro de Freitas, que saiu do deixou o cargo sob pressão dos ruralistas. 

De acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o nome de Marcelo Xavier foi avalizado pela bancada ruralista. Ele atuou junto a uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apurava supostas irregularidades na Funai, em 2016, apesar das críticas das organizações ambientais. 

Xavier também já exerceu o cargo de ouvidor da Funai e, em 2017, pediu que a PF adotasse “providências persecutórias” contra comunidades indígenas e ONGS ligadas ao meio ambiente para que os agentes entrassem em propriedades rurais em litígio devido a ocupação de terras reivindicadas pelos povos Guarani e Caiová. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247