Com quase 110 mil mortes, governo Bolsonaro quer gastar R$ 155 milhões em propaganda sobre ações contra pandemia

Governo Bolsonaro, que não tem ministro da saúde e só fez propaganda de cloroquina, remédio não recomendado pela ciência, quer gastar esta quantia para divulgar suas supostas ações para conter as mortes, que já se aproximam de 110 mil

Bolsonaro mostrando uma caixa de cloroquina
Bolsonaro mostrando uma caixa de cloroquina (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da revista Fórum - A Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência pediu ao Ministério da Economia a liberação de R$ 155,3 milhões fora do teto de gastos para fazer propaganda de ações do governo durante a pandemia.

De acordo com reportagem do jornal O Globo, a Secom afirma que recursos serão utilizados para divulgar as medidas adotadas pelo governo para garantir a saúde pública e para proteger a economia.

A secretaria também afirma que quer “combater a desinformação da sociedade e a disseminação de notícias alarmantes e mentirosas”. Orientações de prevenção ao coronavírus também serão disseminadas. Saiba mais sobre as mortes no Brasil:

Sputnik - O Brasil registrou 620 novas mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas, fazendo total de óbitos chegar a 107.852, segundo boletim do Ministério da Saúde divulgado neste domingo (16). 

A pasta confirmou 23.101 casos da COVID-19, com total de infectados pelo vírus alcançando 3.340.197.

Os números não se referem necessariamente às mortes ocorridas nas últimas 24 horas, mas à confirmação de óbitos causados pelo coronavírus nesse período. 

Segundo o ministério, a taxa de letalidade da doença é de 3,2%. Já a taxa de mortalidade (por 100.000 habitantes) é de 51,3, enquanto o índice de incidência (por 100.000 habitantes) é de 1589,5. 

O número de pessoas recuperadas, por sua vez, chegou a 2.432.456, enquanto 799.889 casos estão em avaliação. 

Apenas 67 municípios do país não têm casos

De acordo com consórcio de imprensa criado para acompanhar a evolução da doença, a média móvel de óbitos no Brasil nos últimos sete dias foi de 965, queda de 5% em relação aos dados registrados em 14 dias.

Já a média de novos casos foi de 43.495 por dia, diminuição de 3% em relação aos casos registrados em 14 dias.

Levantamento feito pela imprensa mostra que o Brasil tem apenas 67 municípios sem registro de casos confirmados da COVID-19. O número significa que 98,7% das cidades brasileiras têm casos da doença.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247