Comissão em defesa dos direitos humanos une ex-ministros

Grupo formado inicialmente por 20 pessoas, entre juristas, intelectuais, jornalistas e ativistas, vai lançar no dia 20 de fevereiro a Comissão Arns, que terá como destino acompanhar, ao lado de outros entidades do gênero, casos de graves violações aos direitos humanos; o presidente será o ex-ministro do governo FHC Paulo Sérgio Pinheiro

Comissão em defesa dos direitos humanos une ex-ministros
Comissão em defesa dos direitos humanos une ex-ministros (Foto: Brasil247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um grupo formado inicialmente por 20 pessoas, entre juristas, intelectuais, jornalistas e ativistas, vai lançar no próximo dia 20 de fevereiro a Comissão Arns, que terá como destino acompanhar, ao lado de outros entidades do gênero, casos de graves violações aos direitos humanos. O presidente será o ex-ministro do governo FHC Paulo Sérgio Pinheiro.

O propósito é reagir à ideia de que o país está conformado a um certo grau de tolerância com o arbítrio, informa reportagem publicada pelo Valor Econômico.

Entre os integrantes estão os ex-ministros José Gregori (FHC), Luiz Carlos Bresser Pereira (Sarney e FHC), Paulo Sérgio Pinheiro (FHC), José Carlos Dias (FHC), Claudia Costin (FHC) e Paulo Vannuchi (Lula). A presidente de honra será a ex-presidente da Comissão de Justiça e Paz de São Paulo, Margarida Genevois, e o presidente, Paulo Sérgio Pinheiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email