Como Lula não morreu, mídia ignora pesquisa

Depois que vários colunistas da imprensa conservadora anunciaram a morte do ex-presidente Lula em razão da Lava Jato, mas a realidade insistiu em teimar mostrando o oposto, como se viu na pesquisa CNT/MDA, a solução foi ignorar os resultados; nos portais ligados aos grupos Globo e Folha, nada se falou sobre o crescimento de Lula, que venceria todos os seus adversários e seria eleito presidente pela terceira vez, se as eleições fossem hoje

Depois que vários colunistas da imprensa conservadora anunciaram a morte do ex-presidente Lula em razão da Lava Jato, mas a realidade insistiu em teimar mostrando o oposto, como se viu na pesquisa CNT/MDA, a solução foi ignorar os resultados; nos portais ligados aos grupos Globo e Folha, nada se falou sobre o crescimento de Lula, que venceria todos os seus adversários e seria eleito presidente pela terceira vez, se as eleições fossem hoje
Depois que vários colunistas da imprensa conservadora anunciaram a morte do ex-presidente Lula em razão da Lava Jato, mas a realidade insistiu em teimar mostrando o oposto, como se viu na pesquisa CNT/MDA, a solução foi ignorar os resultados; nos portais ligados aos grupos Globo e Folha, nada se falou sobre o crescimento de Lula, que venceria todos os seus adversários e seria eleito presidente pela terceira vez, se as eleições fossem hoje (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Depois que vários colunistas da imprensa conservadora anunciaram a morte do ex-presidente Lula em razão da Lava Jato, mas a realidade insistiu em teimar mostrando o oposto, como se viu na pesquisa CNT/MDA, a solução foi ignorar os resultados. Nos portais ligados aos grupos Globo e Folha, nada se falou sobre o crescimento de Lula, que venceria todos os seus adversários e seria eleito presidente pela terceira vez, se as eleições fossem hoje.

Pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira (19) aponta Lula liderando as intenções de voto em todos os cenários avaliados para a disputa pela presidência da República em 2018. A intenção de voto estimulada em Lula varia, nos três cenários, entre 32% e 32,7% para o primeiro turno. No segundo turno, a intenção de voto estimulada fica entre 39,8% e 42,8%.

No levantamento que aponta a intenção de voto espontânea, Lula fica à frente dos demais nomes com 20,2% no primeiro turno. O segundo colocado é Jair Bolsonaro, com 10,9%. Na pesquisa divulgada em fevereiro deste ano, o ex-presidente tinha 16,6% das intenções de voto.

O levantamento foi realizado entre os dias 13 e 16 de setembro de 2017 e ouviu 2.002 entrevistados. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247