Conselheiro do Human Rights diz que Bolsonaro confessou crime de responsabilidade

Advogado criminalista e conselheiro do Human Rights, Augusto de Arruda Botelho, afirmou que Jair Bolsonaro assumiu “que encaminhou o vídeo convocando para uma manifestação que tem como uma das pautas o fechamento do Congresso”. "Ele mandou e assumiu que fez isso. Gravíssimo”, escreveu

Augusto de Arruda Botelho e Jair Bolsonaro
Augusto de Arruda Botelho e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Twitter | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O advogado criminalista e conselheiro do Human Rights, Augusto de Arruda Botelho, afirmou, nesta quarta-feira (26), em sua conta do Twitter, que o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) assumiu “que encaminhou o vídeo convocando para uma manifestação que tem como uma das pautas o fechamento do Congresso”.

De acordo com o advogado, “se ele mandou para 35 milhões de seguidores ou para 14 amigos, pouco importa. Ele mandou e assumiu que fez isso. GRAVÍSSIMO”, escreveu.

Leia a íntegra na Fórum

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email