Controle da catástrofe incendiária na Amazônia é desmentido pelo Inpe: desmatamento aumentou 183% em dezembro

A notícia de queda no desmatamento em 2019 pode estar ni mesmo patamar de credibilidade da alardeada 'retomada econômica'. Dados do Deter (Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real), do Inpe, o desmatamento na Amazônia cresceu 183% em dezembro, em comparação ao mesmo mês de 2018

247 - A notícia de queda no desmatamento em 2019 pode estar ni mesmo patamar de credibilidade da alardeada 'retomada econômica'. Dados do Deter (Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real), do Inpe, o desmatamento na Amazônia cresceu 183% em dezembro, em comparação ao mesmo mês de 2018. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "o Deter tem a função de auxiliar as ações do Ibama no combate ao desmatamento, mas também pode ser usado para analisar as tendências de desmate. Ou seja, pode-se visualizar se a destruição da floresta está aumentando ou diminuindo. Além disso, os dados do Deter costumam subestimar os dados anuais consolidados de desmate (Prodes)."

A matéria ainda acrescenta que "segundo os dados do Inpe, o crescimento do desmatamento (sempre em comparação com os mesmos meses de anos anteriores) tem sido constante. Desde maio de 2019, os aumentos têm sido acentuados, com exceção de outubro, que apresentou crescimento menor, de cerca de 5%."

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247