Coronavírus: Bolsonaro inclui atividades religiosas em lista de serviços essenciais

Por ser decreto, a proposta tem validade imediata, sem a necessidade de aprovação pelo Congresso

(Foto: Isac Nóbrega/PR | Gov SP)

247 - Jair Bolsonaro editou um decreto que torna as atividades religiosas parte da lista de programações e serviços considerados essenciais na crise da saúde pública provocada pelo coronavírus. O decreto foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (26).

De acordo com o texto, o funcionamento deverá obedecer as "determinações do Ministério da Saúde".

Por ser decreto, a proposta tem validade imediata, sem a necessidade de aprovação pelo Congresso.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247