CUT lança site para pressionar senadores a votarem contra reforma trabalhista

Site "Na pressão" oferece um caminho para que os brasileiros pressionem por email, telefone ou redes sociais as autoridades e representantes de qualquer instância do Executivo, no Legislativo ou no Judiciário; três horas depois de lançada, a página já havia registrado 31.742 pressões, até 13h30, e mais de 2.700 acessos

Site "Na pressão" oferece um caminho para que os brasileiros pressionem por email, telefone ou redes sociais as autoridades e representantes de qualquer instância do Executivo, no Legislativo ou no Judiciário; três horas depois de lançada, a página já havia registrado 31.742 pressões, até 13h30, e mais de 2.700 acessos
Site "Na pressão" oferece um caminho para que os brasileiros pressionem por email, telefone ou redes sociais as autoridades e representantes de qualquer instância do Executivo, no Legislativo ou no Judiciário; três horas depois de lançada, a página já havia registrado 31.742 pressões, até 13h30, e mais de 2.700 acessos (Foto: Gisele Federicce)

247 - A CUT (Central Única dos Trabalhadores) divulgou nesta quinta-feira 22 uma ferramenta na internet para pressionar senadores a votarem contra a reforma trabalhista do governo Temer.

O site "Na pressão" oferece um caminho para que os brasileiros pressionem por email, telefone ou redes sociais as autoridades e representantes de qualquer instância do Executivo, no Legislativo ou no Judiciário. Três horas depois de lançada, a página já havia registrado 31.742 pressões, até 13h30, e mais de 2.700 acessos.

Após ação da oposição, o relatório da reforma foi rejeitado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAS) esta semana. A matéria vai passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e deve ser votada em plenário no mês que vem.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247