Declarado suspeito e parcial pelo STF, Moro é forçado a reescrever livro

O ex-juiz, logo ele, lançará livro no meio do ano sobre corrupção e compliance, e contará de sua passagem pelo governo Bolsonaro

Lula Marques / Fotos Públicas
Lula Marques / Fotos Públicas (Foto: Lula Marques / Fotos Públicas)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de declarar o ex-juiz Sergio Moro parcial e suspeito, inocentando o ex-presidente Lula, fez com que o também ex-ministro precisasse reescrever seu livro que seria lançado em março pela editora Sextante.

O lançamento da obra foi adiado para o meio do ano, segundo Lauro Jardim, do jornal O Globo.

No livro, o ex-juiz, logo ele, falará sobre corrupção, compliance e contará se sua passagem pelo governo Jair Bolsonaro.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email