Defesa de Esteves recorre de prisão

O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, que defende o banqueiro André Esteves, ingressou com pedido de soltura de seu cliente; segundo ele, a prisão de Esteves não tem justificativa e ele não foi ouvido nem citado para prestar esclarecimentos antes de ser levado à carceragem da Polícia Federal; “Na verdade, o André foi preso em função de uma conversa gravada pelo filho do Cerveró, onde o Delcídio o cita. Mas ele não estava na reunião e não conhece aquelas pessoas”, disse Castro

O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, que defende o banqueiro André Esteves, ingressou com pedido de soltura de seu cliente; segundo ele, a prisão de Esteves não tem justificativa e ele não foi ouvido nem citado para prestar esclarecimentos antes de ser levado à carceragem da Polícia Federal; “Na verdade, o André foi preso em função de uma conversa gravada pelo filho do Cerveró, onde o Delcídio o cita. Mas ele não estava na reunião e não conhece aquelas pessoas”, disse Castro
O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, que defende o banqueiro André Esteves, ingressou com pedido de soltura de seu cliente; segundo ele, a prisão de Esteves não tem justificativa e ele não foi ouvido nem citado para prestar esclarecimentos antes de ser levado à carceragem da Polícia Federal; “Na verdade, o André foi preso em função de uma conversa gravada pelo filho do Cerveró, onde o Delcídio o cita. Mas ele não estava na reunião e não conhece aquelas pessoas”, disse Castro (Foto: Valter Lima)

247 - O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, que defende o banqueiro André Esteves, ingressou com pedido de soltura de seu cliente. Segundo ele, a prisão de Esteves não tem justificativa e ele não foi ouvido nem citado para prestar esclarecimentos antes de ser levado à carceragem da Polícia Federal.

“Na verdade, o André foi preso em função de uma conversa gravada pelo filho do Cerveró, onde o Delcídio o cita. Mas ele não estava na reunião e não conhece aquelas pessoas”, disse Castro.

Para Castro, Esteves foi “vítima de uma citação indevida”, já que a sua voz não estaria nas gravações. “André está preso sem ter nenhum tipo de relação com aquelas pessoas. Imagine um banqueiro, como o André, discutir uma fuga, algo de baixíssimo nível, sem nenhum sentido”, disse

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247