Depois do Aerococa, pauta do encontro entre Bolsonaro e premiê espanhol se limita ao narcotráfico

O presidente Jair Bolsonaro agradeceu à Espanha pela atuação no caso do militar da Força Aérea Brasileira (FAB) que foi detido nesta semana por porte de drogas em Sevilha; isolado, Bolsonaro não tinha outro assunto

Pedro Sánchez
Pedro Sánchez (Foto: Borja Puig de la Bellacasa)

Sputnik - "Em primeiro encontro com o presidente [do Governo] da Espanha, Pedro Sánchez, aproveitei para agradecê-lo pelo modo como as autoridades espanholas estão lidando com o caso dos entorpecentes apreendidos em avião da FAB e reafirmei minha defesa por punição severa para o tráfico", declarou Bolsonaro em seu perfil do Twitter. 

Os dois líderes se reuniram em Osaka, Japão, onde decorre a cúpula do Grupo dos 20 países industrializados e emergentes (G20).  

Um militar da FAB que fazia parte da comitiva de Bolsonaro foi detido pelas autoridades espanholas por porte de drogas.  

Durante uma escala em Sevilha, as autoridades espanholas descobriram que o militar transportava 39 quilos de cocaína em sua bagagem.  A aeronave em que o militar estava viajando servia de reserva para o presidente brasileiro, que estava viajando em outro avião.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247