Dilma: mesmos golpistas que elegeram Cunha salvaram Temer

Presidente legítima e deposta Dilma Rousseff criticou a rejeição da investigação do crime corrupção passiva de Michel Temer, aprovada pela Câmara dos Deputados; segundo Dilma, os deputados que concederam anistia a Michel Temer são reincidentes em proteger criminosos; "Os deputados que, ontem, salvaram o presidente golpista de ser julgado no STF por crime de corrupção são os mesmos que, no ano passado, deram início ao impeachment fraudulento. São os mesmos que elegeram Eduardo Cunha para a presidência da Câmara. E são os mesmos que, agora, salvam Temer", disse Dilma sua página no Facebook; "Resta-nos continuar lutando contra a pauta regressiva dos golpistas que serão julgados pela história e condenados pelo voto popular"

Presidente legítima e deposta Dilma Rousseff criticou a rejeição da investigação do crime corrupção passiva de Michel Temer, aprovada pela Câmara dos Deputados; segundo Dilma, os deputados que concederam anistia a Michel Temer são reincidentes em proteger criminosos; "Os deputados que, ontem, salvaram o presidente golpista de ser julgado no STF por crime de corrupção são os mesmos que, no ano passado, deram início ao impeachment fraudulento. São os mesmos que elegeram Eduardo Cunha para a presidência da Câmara. E são os mesmos que, agora, salvam Temer", disse Dilma sua página no Facebook; "Resta-nos continuar lutando contra a pauta regressiva dos golpistas que serão julgados pela história e condenados pelo voto popular"
Presidente legítima e deposta Dilma Rousseff criticou a rejeição da investigação do crime corrupção passiva de Michel Temer, aprovada pela Câmara dos Deputados; segundo Dilma, os deputados que concederam anistia a Michel Temer são reincidentes em proteger criminosos; "Os deputados que, ontem, salvaram o presidente golpista de ser julgado no STF por crime de corrupção são os mesmos que, no ano passado, deram início ao impeachment fraudulento. São os mesmos que elegeram Eduardo Cunha para a presidência da Câmara. E são os mesmos que, agora, salvam Temer", disse Dilma sua página no Facebook; "Resta-nos continuar lutando contra a pauta regressiva dos golpistas que serão julgados pela história e condenados pelo voto popular" (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A presidente deposta Dilma Rousseff criticou a rejeição da investigação do crime corrupção passiva de Michel Temer, aprovada pela Câmara dos Deputados nessa quarta-feira, 2. 

Segundo Dilma, os deputados que concederam anistia a Michel Temer são reincidentes em proteger criminosos. "Os deputados que, ontem, salvaram o presidente golpista de ser julgado no STF por crime de corrupção são os mesmos que, no ano passado, deram início ao impeachment fraudulento. São os mesmos que elegeram Eduardo Cunha para a presidência da Câmara. E são os mesmos que, agora, salvam Temer", disse nesta quinta-feira, 3, a presidente deposta em sua página no Facebook. 

Dilma afirmou que o senador Renan Calheiros tem razão ao dizer que Cunha governa o País de Curitiba desde sua prisão. "Saúdo os deputados e deputadas que estiveram ao lado da legalidade e da justiça e não traíram a democracia e a nação brasileira. Resta-nos continuar lutando contra a pauta regressiva dos golpistas que serão julgados pela história e condenados pelo voto popular", acrescentou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247