Dilma visita região afetada pela chuva no ES

"Estamos mobilizados, junto com todo o Brasil, para ajudar os mais de 40 mil desabrigados pela chuva no Espírito Santo", disse a presidente, em sua conta no Twitter; governo já reforçou atendimento: “Enviamos 80 homens da Força Nacional e quatro geólogos. Disponibilizamos dois helicópteros e 10 veículos com capacidade de carga de 5 toneladas. Enviamos kits emergências (medicação, dormitório, higiene e limpeza) e cestas básicas”, afirmou Dilma

"Estamos mobilizados, junto com todo o Brasil, para ajudar os mais de 40 mil desabrigados pela chuva no Espírito Santo", disse a presidente, em sua conta no Twitter; governo já reforçou atendimento: “Enviamos 80 homens da Força Nacional e quatro geólogos. Disponibilizamos dois helicópteros e 10 veículos com capacidade de carga de 5 toneladas. Enviamos kits emergências (medicação, dormitório, higiene e limpeza) e cestas básicas”, afirmou Dilma
"Estamos mobilizados, junto com todo o Brasil, para ajudar os mais de 40 mil desabrigados pela chuva no Espírito Santo", disse a presidente, em sua conta no Twitter; governo já reforçou atendimento: “Enviamos 80 homens da Força Nacional e quatro geólogos. Disponibilizamos dois helicópteros e 10 veículos com capacidade de carga de 5 toneladas. Enviamos kits emergências (medicação, dormitório, higiene e limpeza) e cestas básicas”, afirmou Dilma (Foto: Roberta Namour)

Carolina Gonçalves
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff já embarcou para Vitória, no Espírito Santo, onde vai sobrevoar a região afetada pela chuva forte que atinge o estado desde o fim da semana passada. A Defesa Civil nacional reconheceu hoje (24) situação de emergência em 45 municípios capixabas, entre eles a capital do estado, Vitória, e as cidades de Vila Velha, Itaguaçu, Linhares, Guarapari, Serra, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante e Viana.

De acordo com a Defesa Civil estadual, seis pessoas morreram e 45 estão feridas. Representantes do órgão mantêm o alerta para o alto risco de inundação e deslizamento de terra na região serrana e a possibilidade de alagamentos em algumas localidades. Nos municípios de Linhares e Colatina, o risco é agravado em função do nível do Rio Doce, que já subiu mais de 6 metros.

O governo federal anunciou o envio de 3 mil kits-dormitório, de limpeza e de higiene pessoal para o estado. Além disso, o Ministério da Saúde vai enviar dez kits com 30 tipos de medicamentos e 18 insumos para primeiros-socorros. De acordo com o órgão, cada kit é suficiente para atender a 1,5 mil pessoas pelo período de um mês.

Cinco patrulhas motorizadas do Exército estão atuando no estado e quatro geólogos foram enviados para ajudar no monitoramento de áreas de risco.

Depois do sobrevoo, a presidenta vai se reunir com o governador do estado, Renato Casagrande, e outras autoridades locais para discutir a situação. A previsão, segundo a assessoria do Palácio do Planalto, é que Dilma conceda entrevista no local para atualizar as medidas que ainda podem ser adotadas pelo governo federal.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247