Dirceu: “não podemos compactuar com a marcha acelerada de Bolsonaro rumo ao golpe”

Ex-ministro José Dirceu disse à TV 247 que é preciso dar prosseguimento ao pedido de impeachment de Bolsonaro e não se preocupar com a possível liderança de Mourão, caso saia Bolsonaro. “Se o Bolsonaro sai por um impeachment a correlação de forças é outra, a conjuntura é outra, as condições de governabilidade são outras”, afirmou. Assista

(Foto: Flávio Emanuel/Agência Petrobras | AEPET)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro José Dirceu conversou com a TV 247 sobre a bandeira do “Fora Bolsonaro”, que passa a ser levantada com cada vez mais força pelos atores políticos no Brasil. Dirceu disse que é preciso pedir o impeachment de Jair Bolsonaro sem se preocupar com a entrada de Mourão no poder, o importante é não “compactuar com a marcha acelerada do Bolsonaro rumo ao golpe”.

Para ele, caso Bolsonaro realmente seja tirado do poder, Mourão não terá as mesmas condições para dar continuidade à política do atual governo. Dirceu disse também que, diferentemente do que ficou decidido em reunião do diretório nacional do PT há aproximadamente 20 dias, a posição do partido agora é favorável pelo processo de impeachment. 

“Havia uma proposta de ‘Fora Bolsonaro’ que foi apresentada e ficamos nessa posição. Evidentemente que a conjuntura mudou, que agora está colocada questão não só do ‘Fora Bolsonaro’, mas como do impeachment. Muitos dizem: ‘se ele renuncia ou sofre impeachment, vem o vice, o Mourão’. Mas se o Bolsonaro sai por um impeachment a correlação de forças é outra, a conjuntura é outra, as condições de governabilidade são outras, o clima no País é outro, a mobilização é outra. Não podemos compactuar com a marcha acelerada para um golpe, com a ocupação institucional pelos militares, que é o que está acontecendo, e com a participação de militares na ativa na política”, afirmou.

Inscreva-se na TV 247 e assista à entrevista na íntegra:

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247