Dodge determina nova oitiva de presos na Operação Skala

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge, determinou que as nove pessoas presas na Operação Skala, incluindo aliados e amigos de Michel Temer, sejam ouvidos novamente, desta vez com o acompanhamento de membros da PGR; maioria dos depoimentos foi realizada na quinta-feira (29), dia em que a operação, que apura se Temer recebeu propina mediante a edição do chamado Decreto dos Portos, foi deflagrada

raquel dodge
raquel dodge (Foto: Paulo Emílio)

247 - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, determinou que as nove pessoas presas na Operação Skala, incluindo aliados e amigos de Michel Temer, sejam ouvidos novamente, desta vez com o acompanhamento de membros da PGR. A maioria dos depoimentos foi realizada na quinta-feira (29), dia em que a operação, que apura se Temer recebeu propina mediante a edição do chamado Decreto dos Portos, foi deflagrada.

Deverão ser ouvidos o advogado José Yunes e o coronel João Baptista Lima Filho, amigos íntimos de Temer, o ex-ministro Wagner Rossi e seu ex-assessor Milton Hortolan, e o dono da empresa Rodrimar, Antonio Celso Grecco. Também serão tomados os depoimentos de Eduardo Luiz de Brito Neves, Maria Eloisa Adenshon Brito Neves, Carlos Alberto Costa e Carlos Alberto Costa Filho. O objetivo das novas oitivas é verificar a existência de possíveis contradições quando em comparação com os depoimentos anteriores.

O coronel Lima, entretanto, não prestou depoimento à Polícia Federal alegando não possuir condições "físicas e psicológicas.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247