‘Não existe liberalismo sem democracia', diz presidente da Fiesp

Josué Gomes da Silva defende urnas eletrônicas e diz que Brasil deveria estar discutindo agenda de desenvolvimento

www.brasil247.com - Josué Gomes é diretor-presidente da Coteminas, maior grupo têxtil do país
Josué Gomes é diretor-presidente da Coteminas, maior grupo têxtil do país (Foto: Guilherme Dardanhan/ALMG)


247 - A Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) publica nesta sexta-feira (5) seu manifesto "Em defesa da Democracia e da Justiça" em anúncios nos principais jornais do país.

"É natural que a Fiesp assine um manifesto em defesa da democracia, já que não existe liberalismo, economia de mercado ou propriedade privada, valores tão caros à entidade e ao setor industrial, sem que exista segurança jurídica, cujo pilar essencial é a democracia e o Estado de Direito", disse em entrevista à Folha de S.Paulo o empresário Josué Gomes da Silva, presidente da entidade. 

De acordo com Josué Gomes da Silva a urna eletrônica não deveria ser tema em discussão no atual momento. Para ele, o prioritário é debater sobre uma agenda para o país, para fomentar o desenvolvimento. O empresário disse ainda que a contestação da confiabilidade do sistema eleitoral e do Judiciário cria insegurança. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Temos que defender o que é central para a democracia, o processo eleitoral, que, ainda mais no Brasil, é um processo seguro, já amplamente demonstrado, e que tem feito eleições desde 1996 com sucesso e sem questionamento", disse Josué. Ele também afirmou que não há liberalismo sem democracia, uma vez que o estado de direito garantiria a propriedade e os contratos numa sociedade capitalista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email