Em qualquer lugar, esquerda não está segura, diz Fernando Horta

Historiador alertou para os riscos que correm os militantes da esquerda após a eleição de Jair Bolsonaro para presidente. "A esquerda, em qualquer lugar e fazendo qualquer coisa, não está segura. Assistiremos a quatro anos de manobras e abusos fascistas para 'acabar' com toda a esquerda. Deixemos agora aqui, para que o leitor possa depois ver, que o termo "esquerda" vai paulatinamente designar TODA A OPOSIÇÃO ao fascismo. Não é à toa que, de repente, a rede Globo virou comunista, a ONU virou comunista e o Papa também", disse Horta em artigo no Jornal GGN

Em qualquer lugar, esquerda não está segura, diz Fernando Horta
Em qualquer lugar, esquerda não está segura, diz Fernando Horta

247 - O historiador alertou para os riscos que correm os militantes da esquerda após a eleição de Jair Bolsonaro para presidente. "A esquerda, em qualquer lugar e fazendo qualquer coisa, não está segura. Assistiremos a quatro anos de manobras e abusos fascistas para 'acabar' com toda a esquerda. Deixemos agora aqui, para que o leitor possa depois ver, que o termo "esquerda" vai paulatinamente designar TODA A OPOSIÇÃO ao fascismo. Não é à toa que, de repente, a rede Globo virou comunista, a ONU virou comunista e o Papa também", disse Horta em artigo no Jornal GGN. 

"Algumas das pessoas que agora estão felizes vão compreender rapidamente que a moral fascista é fluida, e que de posse dos meios de Estado, sempre haverá um motivo ou uma brecha para impor violência a quem dele discorda. Esta feliz aliança que elegeu o fascista, em pouco tempo estará desfeita e aprenderá que o fascismo não aceita parceria para impingir violência, manter-se no poder e acobertar a própria corrupção", afirmou.

Leia o artigo na íntegra

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247