Embaixador da China se reúne com senadores para discutir venda de insumos e ignora Ernesto Araújo

Responsável por frequentes ataques à China, o ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, foi escanteado do encontro

(Foto: Reuters | Romulo Serpa/Agência CNJ)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, participou nesta quarta-feira (3) de uma reunião com senadores brasileiros, para tratar do aprimoramento das relações comerciais e diplomáticas Brasil-China. 

A medida mostra a falta de prestígio do ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, após os frequentes ataques à China feitos por ele e outros membros do governo de Jair Bolsonaro. 

Participaram do encontro o senador Jean Paul (PT-RN), novo líder da Minoria no Senado; Jaques Wagner (PT-BA), Kátia Abreu (PP-TO); Fabiano Contarato (REDE-ES), Eduardo Braga (MDB-AM) e outros 13 senadores. 

Em sua conversa com o Embaixador, Jean Paul lembrou que a ligação comercial Brasil-China foi ampliada de forma marcante entre os anos de 2000 e de 2019, passando de meros US$ 2,3 bilhões para US$ 98,6 bilhões. 

Segundo a senadora Kátia Abreu, durante o encontro, os parlamentares falaram da necessidade de as duas nações manterem a parceria no fornecimento de insumos para produção de vacinas contra a covid-19.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email