Empresário admite que estava em grupo que ofendeu Gilberto Gil, mas nega ter xingado

O empresário Ranier Felipe dos Santos Lemache, sócio das franquias Domino's e Spoleto, aparece no vídeo em que um grupo agride Gilberto Gil no Catar

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - O empresário Ranier Felipe dos Santos Lemache, de Volta Redonda (RJ), que aparece no vídeo em que um grupo agride Gilberto Gil no Catar, admitiu que estava no grupo que hostilizou o compositor, mas nega ter xingado o artista. 

“Gostaria de me solidarizar com o senhor Gilberto Gil e sua família em virtude da ofensa que a ele fora proferida, uma vez que eu também não gostaria de ouvi-la”, diz o empresário, sócio das franquias Domino's e Spoleto, em nota ao Globo.

No vídeo, Lemache aparece usando a camisa da seleção com o nome de “Papito Rani” escrito nas costas. O empresário, no entanto, admitiu ter gritado “vamos, Bolsonaro” e “você ajudou o Brasil para caralho, né?”.

“Decerto não era o momento, tampouco o local adequado, mas, as duas únicas frases ditas por mim foram: “VAMOS BOLSONARO!!!” e “VOCÊ AJUDOU O BRASIL PRA C…” (essa última em evidente tom de ironia, haja vista a divergência política) que, com todo respeito, não configura nenhuma ofensa.”

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247