Enquanto governo patina, clínicas particulares vão à Índia negociar compra de vacina contra Covid

O presidente da ABCVac (Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas), Geraldo Barbosa, confirmou a informação e disse que a negociação se dá com o laboratório indiano Bharat Biotech

Município de Shaoxing, na China, disponibilizará vacina para o público
Município de Shaoxing, na China, disponibilizará vacina para o público (Foto: Xinhua)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Enquanto o governo Jair Bolsonaro patina na imunização da população, uma comitiva formada por representantes de clínicas particulares de vacinação embarca nesta segunda-feira (4) para a Índia para negociar a compra de 5 milhões de doses da vacina indiana conta a Covid-19, chamada Covaxin.

O presidente da ABCVac (Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas), Geraldo Barbosa, confirmou a informação em entrevista à Globonews.

Ele disse que a comitiva, que só deve retornar ao Brasil no dia 10, irá vistoriar o produtor da vacinas para saber qual a capacidade de fornecimento. Ainda segundo ele, a negociação se dá com o laboratório indiano Bharat Biotech. 

O governo indiano autorizou o uso emergencial da vacina, que está na fase três de testes (quando a eficácia precisa ser comprovada).

"Inicialmente, a notícia era de que as clínicas privadas brasileiras não teriam doses disponíveis, porém, com a entrada desse novo 'player' no mercado, tivemos a oportunidade de negociação", afirmou Barbosa, em nota.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email