"Eu e Carlos temos responsabilidades mútuas"

Sessão da CPI do Cachoeira que ouve ex-mulher dele, Andrea Aprígio, se torna secreta; surpreendentemente, ela aceitou falar; "eu e Carlos temos carinho e responsabilidades mútuas"; Andrea é dona da fábrica de medicamentos genéricos Vitapan; ele despachava de lá

"Eu e Carlos temos responsabilidades mútuas"
"Eu e Carlos temos responsabilidades mútuas" (Foto: Wilson Dias/ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Depois de um breve discurso feito por Andréa Aprígio de Souza, ex-mulher de Carlos Cachoeira, a sessão desta quarta-feira da CPI foi transformada em secreta para que a depoente pudesse colaborar com a investigação. Ela foi convocada na condição de testemunha e tinha o direito de ficar calada, mas falou em sua defesa. Posteriormente, não quis responder às perguntas dos parlamentares e o presidente da comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) decidiu interromper a transmissão, com o consentimento do advogado de Andréa.

A ex-mulher de Cachoeira é suspeita de atuar como laranja em empresas do ex-marido e é dona da indústria farmacêutica Vitapan, fabricante de medicamentos genéricos e uma das maiores de Goiás, de onde ele despachava. A CPI deve ouvir ainda hoje o suposto contador das empresas fantasmas do esquema, Rubmaier Ferreira de Carvalho, que também obteve decisão judicial que lhe garante o direito de permanecer calado.

Rubmaier Ferreira de Carvalho obteve decisão favorável ontem. Apontado como contador da organização criminosa, é suspeito de ser o responsável pela abertura de empresas de fachada usadas para lavar dinheiro.

Discurso de defesa

Andréa focou seu discurso de defesa, que durou cerca de 10 minutos, no fato de que sua vida profissional era distinta da de seu marido. A ex-mulher de Cachoeira é engenheira civil e que sua empresa e patrimônios também é fruto de seu trabalho, além da separação consensual com Cachoeira, homolagada em juízo. "Hoje sei que serei sempre a ex-esposa de Carlos Cachoeira", disse. Ela disse ainda que a empresa foi adquirida com recursos legais na época em que Cachoeira operava com concessões lotéricas.

Sobre sua atual relação com o empresário acusado de contravenção, garantiu que não possui mais envolvimentos profissionais. "A única relação que existe entre mim e o Carlos é respeito mútuo, de responsabilidades". Andréa disse que sua empresa teve os bens desbloqueados de forma injusta, "sem provas".

Quando começou a ser questionada pelos parlamentares, Andréa não quis responder, dizendo que gostaria de preservar sua família e seus filhos, que sofrem muita pressão e passam por momentos delicados, segundo ela. Andréa Aprígio foi casada com Cachoeira por quase 20 anos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email