Ex-assessor de informática de Carlos Bolsonaro assume como presidente da Funarte

Em currículo publicado numa rede social, Luciano da Silva Barbosa Querido, que assume a Funarte, descreveu sua atividade no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro como cuidar de “toda a parte de informática, como designer gráfico, web designer, banco de dados e mídias sociais”

Carlos Bolsonaro
Carlos Bolsonaro (Foto: ALERJ)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Depois de nomear e suspender a nomeação do olavista Dante Mantovani para a presidência da Funarte, dois meses depois de a secretária de Cultura tê-lo demitido, o governo Jair Bolsonaro nomeou Luciano da Silva Barbosa Querido, ex-assessor do vereador Carlos Bolsonaro, filho do Jair Bolsonaro, para presidente substituto da Funarte. 

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (7). Querido trabalhou no gabinete de Carluxo entre 2002 e 2017 na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro.

Agora, ele assume o lugar de Marcos Teixeira Campos, que havia sido indicado para a presidência interina da entidade pela secretária especial da Cultura, Regina Duarte.

Em currículo publicado numa rede social, Querido descreve que a sua função era cuidar de “toda a parte de informática, como designer gráfico, web designer, banco de dados e mídias sociais” do gabinete da Carlos Bolsonaro.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247