Exército omite motivo da morte de general, que faleceu de Covid-19

Secretaria-geral do Exército apenas “lamenta informar” a morte do general do Exército Carlos Augusto Fecury Sydrião Ferreira, que comandava o Centro de Inteligência do Exército (CIE), e faleceu vítima do coronavírus na manhã desta terça-feira 8

Carlos Augusto Fecury Sydrião Ferreira
Carlos Augusto Fecury Sydrião Ferreira (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Nota divulgada pela Secretaria-geral do Exército nesta terça-feira (8) lamenta a morte do general do Exército Carlos Augusto Fecury Sydrião Ferreira, que comandava o Centro de Inteligência do Exército (CIE), mas não expõe a razão.

O general, que tinha 53 anos e em sua última missão esteve no Líbano com Michel Temer, faleceu vítima de Covid-19 nesta manhã. Segundo reportagem do portal Metrópoles, o militar “era considerado pelos colegas um profissional de alta capacidade” e sua morte “causou comoção na corporação”.

Em seu perfil no Twitter, o Exército não se manifestou sobre a morte. O jornalista Rubens Valente, do UOL, sugeriu que a informação sobre a morte por Covid-19 pode ter sido omitida a mando do governo Bolsonaro. “O que me ocorre é aquela reprimenda feita à PRF por Bolsonaro quando da morte de um policial rodoviário”, disse ele.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email