Fernando Morais explica por que o golpe é golpe

O escritor Fernando Morais publicou em seu Facebook postagem na qual reafirma que a tentativa de impedimento da presidente Dilma Rousseff é golpe; "O processo de impeachment em curso é, sim, um golpe de estado, pela singela razão de que Dilma Rousseff não cometeu crime de responsabilidade", afirma ele, que é filiado ao PMDB

O escritor Fernando Morais publicou em seu Facebook postagem na qual reafirma que a tentativa de impedimento da presidente Dilma Rousseff é golpe; "O processo de impeachment em curso é, sim, um golpe de estado, pela singela razão de que Dilma Rousseff não cometeu crime de responsabilidade", afirma ele, que é filiado ao PMDB
O escritor Fernando Morais publicou em seu Facebook postagem na qual reafirma que a tentativa de impedimento da presidente Dilma Rousseff é golpe; "O processo de impeachment em curso é, sim, um golpe de estado, pela singela razão de que Dilma Rousseff não cometeu crime de responsabilidade", afirma ele, que é filiado ao PMDB (Foto: Valter Lima)

247 - O escritor Fernando Morais publicou em seu Facebook postagem na qual reafirma que a tentativa de impedimento da presidente Dilma Rousseff é golpe.

"O processo de impeachment em curso é, sim, um golpe de estado, pela singela razão de que Dilma Rousseff não cometeu crime de responsabilidade", afirma.

Abaixo a publicação:

a respeito do post com a entrevista que dei para o uol, acho bom deixar algumas coisas claras.

1 – não deleguei a ninguém o direito de escolher meus amigos.

2 – não tenho dificuldades para me relacionar com pessoas que não pensam como eu; tenho amigos em todos os espectros ideológicos.

3 – sou filiado ao pmdb desde 1974, quando ele ainda era mdb, mas desde 2002 não tenho vida partidária. não sigo orientações do partido e sequer sei onde fica sua sede em são paulo.

4 – nas eleições dos últimos anos tenho pedido votos aqui no foicebook para candidatos do pt, do pc do b, do psol... e do pmdb. nas eleições de 2014, por exemplo, gravei vídeos de apoio à candidatura do senador roberto requião, do pmdb, a governador do paraná.

5 – desde 1978, quando me elegi deputado pela primeira vez, mantenho com o vice-presidente michel temer relações reciprocamente respeitosas.

6 – não concordo em que temer seja “o chefe” do golpe. antes dele estão setores do ministério público, do judiciário e da polícia federal e a ampla maioria dos grande meios de comunicação.

7 – por último, mas não por menos importante: o processo de impeachment em curso é, sim, um golpe de estado, pela singela razão de que dilma rousseff não cometeu crime de responsabilidade.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247