Fundador do Voz das Comunidades, Rene Silva relata arrependimento de ter votado em Ciro Gomes: “Me sinto trouxa”

O desabafo do ativista veio após as declarações de Ciro Gomes dadas na parte da manhã em entrevista ao jornal Valor. O pedetista disse que Lula, primeiro colocado nas pesquisas de intenção de voto para a eleição de 2022, é “o maior corruptor da história brasileira”.

Rene Silva e Ciro Gomes
Rene Silva e Ciro Gomes (Foto: Reprodução/Instagram | Adriano Machado/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Portal Forum - Criador do Voz das Comunidades, jornal comunitário que traz notícias das favelas do Rio de Janeiro, o ativista e comunicador popular Rene Silva se mostrou arrependido, nesta segunda-feira (17), de ter votado em Ciro Gomes (PDT) no primeiro turno da eleição de 2018 à presidência da República.

“Vendo essas declarações do Ciro eu me sinto trouxa de ter votado nele no primeiro turno da última eleição”, escreveu Rene, junto a um vídeo que mostra uma mulher fazendo pintura de palhaço no rosto.

O desabafo do ativista veio após as declarações de Ciro Gomes dadas na parte da manhã em entrevista ao jornal Valor. O pedetista disse que Lula, primeiro colocado nas pesquisas de intenção de voto para a eleição de 2022, é “o maior corruptor da história brasileira”. “Quem vai ter que se explicar agora é o Lula porque vou para cima dele. Vamos derrotar Bolsonaro e vou propor mudança. Lula é parte central da corrupção. Lula é o maior corruptor da história moderna brasileira. E não aprendeu nada. Fica na lambança, prometendo a volta de um passado idílico que é mentira”, disparou Ciro.

Essa não é a primeira vez que Rene Silva revela ter se arrependido do voto no pré-candidato do PDT à presidência. “Meu arrependimento de ter votado nele no primeiro turno… Meu Deus!”, escreveu o ativista em 18 de abril ao compartilhar outra entrevista que Ciro diz que “viajaria a Paris no 2º turno com mais convicção” caso este se dê, em 2022, entre o PT e Jair Bolsonaro.

Presidente do PDT discorda da estratégia

O presidente do PDT, Carlos Lupi, disse em entrevista ao site O Antagonista, nesta segunda-feira (17), que discorda da estratégia de Ciro Gomes, pré-candidato à presidência da República pelo seu partido, de atacar o ex-presidente Lula. “Respeito, mas penso diferente”, disse Lupi, adicionando que o alvo das críticas, agora, deveria ser o presidente Jair Bolsonaro.

“Ciro e outros pensam diferente. Acham que é importante também bater no Lula para furar o bloqueio entre os dois. Eu não penso assim. Acho que o importante agora é salvar o Brasil de Bolsonaro. Numa segunda etapa, a gente faria o enfrentamento com Lula, no substantivo, apresentando um projeto de governo que a gente acredita ser melhor do que o dele. Mas cada um tem o direito de pensar diferente. É a cabeça dele. Eu respeito, mas penso diferente”, afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email