Fux diz que deixará casos do patrão de sua filha

Ministro do STF alega que participou dos julgamentos patrocinados pelo advogado Sérgio Bermudes em razão de descuido e que os seis processos listados tratavam de questões sem importância

Fux diz que deixará casos do patrão de sua filha
Fux diz que deixará casos do patrão de sua filha
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Após a revelação de que votou em processos patrocinados pelo advogado Sérgio Bermudes, chefe de sua filha Marianna, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux afirmou seu afastamento dos casos. O problema é que em 1º de abril de 2011, um documento do próprio ministro afirmava seu impedimento para atuar em ações do advogado, o que não foi respeitado por ele.

Em dois julgamentos, na 2ª Turma do STF, Fux acompanhou o voto de colegas a favor dos interesses defendidos por Bermudes.

Em outras duas ocasiões as decisões colegiadas foram contrárias aos interesses dos clientes do advogado. Ele comandou ainda a análise de três processos como relator.

Segundo o Estadão, o ministro alegou que participou dos julgamentos em razão de descuido e que os seis processos listados tratavam de questões sem importância.

O STF saiu ontem em sua defesa, em com a divulgação de uma nota (leia mais). Segundo a Corte, "a eventual participação do Ministro Fux em processos patrocinados pelo Escritório Sérgio Bermudes decorreu de falha nesse sistema de verificação que não indicou o impedimento comunicado. Trata-se de falha operacional que será prontamente solucionada com a adoção de novos mecanismos de controle".

O advogado Sergio Bermudes foi responsável pela organização de uma festa de aniversário de 60 anos do ministro para mais de 200 convidados em sua residência, prevista para o próximo dia 26, com uma lista ilustre de convidados, como o governador Sergio Cabral e o prefeito Eduardo Paes. Após a polêmica com Dirceu, o evento foi cancelado.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247