Gaúcho de 59 anos é preso por pornografia infantil

Mas ele foi liberado porque o crime, no Brasil, afiancvel

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Um homem de 59 anos, servidor público municipal, foi preso em flagrante na manhã da última sexta-feira, em Porto Alegre, por posse de imagens de pornografia envolvendo menores.

A investigação da Polícia Federal iniciou em 17 de maio deste ano, após denúncia encaminhada à Superintendência. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, um no local de trabalho do investigado e outro em sua residência, no bairro Glória. Foram apreendidos cinco CDs contendo imagens pornográficas que envolvem crianças e adolescentes, além de um HD que será encaminhado para perícia.

O preso foi levado à Superintendência da Polícia Federal, onde foi lavrado o flagrante pelo crime de posse de pornografia infantil. Como o crime é afiançável, após o pagamento da quantia arbitrada pela autoridade policial em 8 salários mínimos, o preso foi liberado. Caso fique comprovado que havia a divulgação ou disponibilização do material para outras pessoas, o réu poderá ser condenado a pena de 3 a 6 anos de reclusão e multa.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247