Gilmar: denúncia da Lava Jato dá segurança a Lula

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes disse nesta sexta-feira 16 que a denúncia do Ministério Público permite agora uma defesa técnica da parte do ex-presidente Lula; "O que é positivo nesse caso específico, que dá segurança ao ex-presidente Lula e seus advogados? É que agora ele tem uma denúncia. No mais é mimimi, trololó. Havendo uma denúncia, se defende da denúncia que foi proferida. Esse é o dado positivo", declarou

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes disse nesta sexta-feira 16 que a denúncia do Ministério Público permite agora uma defesa técnica da parte do ex-presidente Lula; "O que é positivo nesse caso específico, que dá segurança ao ex-presidente Lula e seus advogados? É que agora ele tem uma denúncia. No mais é mimimi, trololó. Havendo uma denúncia, se defende da denúncia que foi proferida. Esse é o dado positivo", declarou
Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes disse nesta sexta-feira 16 que a denúncia do Ministério Público permite agora uma defesa técnica da parte do ex-presidente Lula; "O que é positivo nesse caso específico, que dá segurança ao ex-presidente Lula e seus advogados? É que agora ele tem uma denúncia. No mais é mimimi, trololó. Havendo uma denúncia, se defende da denúncia que foi proferida. Esse é o dado positivo", declarou (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Para o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente Lula na última quarta-feira dá segurança ao petista.

"O que é positivo nesse caso específico, que dá segurança ao ex-presidente Lula e seus advogados? É que agora ele tem uma denúncia. No mais é mimimi, trololó. Havendo uma denúncia, se defende da denúncia que foi proferida. Esse é o dado positivo", disse Gilmar nesta sexta-feira 16.

O ministro não quis comentar as críticas feitas contra o procurador Deltan Dallagnol, que teria sido político em sua explanação sobre os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro contra Lula.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email