Gleisi rebate Globo: ‘’Nordeste é destaque em investimentos graças a políticas do PT”

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), afirmou que os avanços econômicos e sociais dos nove estados do Nordeste têm a ver com os governos Lula e Dilma, não com as políticas neoliberais, como defendeu o jornal O Globo

(Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), afirmou que os avanços econômicos e sociais dos nove estados do Nordeste têm a ver com os governos Lula e Dilma, não com as políticas neoliberais, como defendeu o jornal O Globo. 

A afirmação de Gleisi foi feita a propósito de matéria publicada neste domingo  pelo jornal O Globo sobre  avanços no Nordeste, que na abordagem do jornal dos Marinho teriam ocorrido graças a políticas neoliberais  de arrocho fiscal  e reforma da previdência, prática do governo de extrema direita Jair Bolsonaro que tem deixado o País no atoleiro econômico e social.

Para Gleisi, o teor da matéria publicada pelo jornal carioca tenta apagar o trabalho feito pelo partido e aliados na região, com políticas avessas à ortodoxia econômica defendida pelos neoliberais. 

A deputada ainda comentou: "o que o Globo quer é reescrever a história do desenvolvimento do Nordeste nos governos do PT, que olharam para a região como nenhum outro, atribuindo esse sucesso a ajuste fiscal e reforma da Previdência. O que mudou o NE foram os investimentos federais de nossos governos em portos, estaleiros, gasodutos, Petrobras, estradas, estimulando indústrias e exportação."

Com informações do site PT na Câmara

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247